21welltea-superJumbo.jpg

Camellia sinensis

Antioxidantes

Uma ameaça constante à nossa saúde vem de produtos químicos chamados radicais livres. Em níveis muito altos, eles são capazes de danificar células e nosso material genético. O corpo gera radicais livres como subprodutos inevitáveis ​​da transformação dealimentos em energia, após os exercício ou a exposição à fumaça do cigarro, poluição do ar e luz solar.

 

Os radicais livres têm várias formas, tamanhos e configurações químicas. O que todos compartilham é um apetite voraz por elétrons, roubando-os de quaisquer substâncias próximas que os produzam. Esse roubo de elétrons pode alterar a estrutura ou função do organismo atacadao. Os danos causados ​​pelos radicais livres podem alterar as instruções codificadas em uma fita de DNA.

Pode ainda aumentar a probabilidade de uma molécula circulante de lipoproteína de baixa densidade (LDL, às vezes chamada de colesterol ruim) ficar presa na parede da artéria. Ou pode alterar a membrana de uma célula, alterando o fluxo do que entra e do que sai da célula. Uma quantidade excessiva de radicais livres no corpo causa uma condição chamada estresse oxidativo, que pode danificar as células e levar a doenças crônicas.

 

Porém nosso corpo tem suas defesas contra os radicais livres. O corpo, há muito acostumado a esse ação, produz muitas moléculas que saciam os radicais livres. Mas também extraímos combatentes de radicais livres dos alimentos, chamados de antioxidantes.

 

Os polifenóis, ou flavonóides, são provavelmente um componente-chave do que faz do chá uma bebida saudável. Esses compostos químicos atuam como antioxidantes, que controlam os efeitos nocivos dos radicais livres no organismo.

 

Embora se acredite que o chá verde seja mais rico em polifenóis do que os chás preto ou oolong, os estudos mostram que todos os chás têm os mesmos níveis desses produtos químicos, embora em proporções diferentes.

O chá preto é totalmente oxidado. Durante o processo de oxidação, os flavonóides chamados catequinas são convertidos em taninos. Os taninos são responsáveis ​​por dar ao chá sua cor escura. Embora o chá preto seja mais oxidado do que outras variedades, ele ainda possui uma quantidade semelhante de antioxidantes que antes de ser oxidado.

O chá verde é feito de folhas mais maduras que não são fermentadas ou oxidadas. A maioria dos flavonóides do chá verde é catequina, e acredita-se que um deles seja responsável pela maior parte dos benefícios à saúde do chá verde. O chá verde também contém muitos polifenóis.

O chá branco é muito semelhante ao chá verde, porque possuem praticamente o mesmo processo. Eles são secos à luz do sol natural, o que resulta em níveis mais altos de catequina, mas níveis mais baixos de taninos, por ser de folhas mais novas.

 

O chá oolong passa apenas por um curto período de fermentação. Diz-se que esses chás têm mais polifenóis e um teor semelhante de cafeína aos chás verde e preto, embora um pouco menos.

Pesquisas recentes ainda mostraram que o pu-erh possui uma quantidade semelhante de atividade antioxidante que os chás verde, preto e oolong.