21welltea-superJumbo.jpg

Camellia sinensis

Tempo

Para alcançar o tempo perfeito, primeiro precisamos entender o processo químico em funcionamento quando despejamos água quente sobre as folhas de chá.

Os chás verde e preto contêm muitos dos mesmos compostos químicos que contribuem para seus perfis de sabor e conteúdo nutricional. Quando as folhas são submersas em água quente, esses compostos penetram no líquido por meio de um processo chamado difusão osmótica, que ocorre quando há líquido nos dois lados de uma membrana seletivamente permeável - nesse caso, a folha de chá.

Os compostos na superfície da folha e nas células internas danificadas pelo processamento se difundirão no líquido circundante até que os compostos na folha e na água atinjam o equilíbrio. Em outras palavras, se for dado tempo suficiente, o líquido em sua caneca ficará tão concentrado nos compostos de chá quanto o líquido em suas folhas de chá e a proporção permanecerá assim.

A difusão osmótica não acontece de uma só vez - diferentes compostos entram na água a taxas diferentes com base no seu peso molecular. Os produtos químicos leves e voláteis que contribuem para o perfil de aroma e sabor do chá se dissolvem mais rapidamente.


O próximo grupo de compostos a infundir com a água inclui os micronutrientes flavanóis e polifenóis, que são antioxidantes e cafeína. Eles são seguidos por flavanóis e polifenóis mais pesados, como os taninos, que são os compostos responsáveis pelo sabor amargo do chá. (Eles também fazem a sua boca ficar seca depois de beber um copo de vinho.) O chá também possui aminoácidos como a teanina, que podem compensar a nitidez dos taninos.

Seguem algumas diretrizes gerais para as diferentes categorias de chá:

Chá Branco

1 a 2 minutos

Chá Verde

1 a 2 minutos

Chá Preto

2 a 3 minutos

Oolong

2 a 3 minutos

Pu-ehr

4 a 5 minutos